Pistões

Bombas pistones

 

O atrito entre barril e pistão é um fator muito importante a se ter em conta no desenho das bombas, já que disso dependerá a vida útil do conjunto.

 

A escolha correta da folga, de forma tal que permita formar uma camada lubrificante entre as superfícies de trabalho, terá como consequência uma ótima performance do conjunto. É por isso que a precisão e a terminação superficial determinam a confiabilidade do pistão.

 

Existem muitas qualidades de pistões fabricados com diversos materiais para se adaptar aos diferentes fluídos e condições de trabalho, mas, em geral, os mais utilizados são os que têm um revestimento superficial. A aderência, a espessura, a homogeneidade e a dureza da camada de revestimento serão fatores determinantes da sua durabilidade.

 

Os materiais utilizados e suas características principais são as seguintes:

  • ML: Tubo de aço ao carbono com revestimento exterior de metalizado com base em pó de níquel com uma camada mínima de 0,25 mm de espessura, de uma dureza de 55 a 64 HRc. Símbolo API 11AX C1.
  • MP: Este pistão tem similares características que o ML, com a diferença que tem os extremos removíveis de Monel, o que confere uma excelente resistência à corrosão.
  • MA: Similar a um MP, mas com os extremos removíveis de SAE 4140 temperado e revenido, para solicitações mecânicas mais exigentes.
  • Com Anéis Flexíveis: Este pistão tem anéis flexíveis, que se ajustam ao barril e têm ótima performance em fluídos com areia. Símbolo API 11AX C1.
  • Niquelado: Este pistão é um ML com a rosca e o interior niquelados com processo electroless para protegê-lo contra a corrosão.

 

Os pistões são fabricados em todas as medidas standard API, com rosca interior ou exterior e com a folga indicada pelo cliente.

 

Bolland y Cia S.A. se reserva o direito de modificar as especificações técnicas sem prévio aviso.